Notícias

O primeiro energético

No Brasil, quase todo lugar pela manhã, sentimos um aroma inconfundível, aroma esse que até quem não aprecia o sabor tem o olfato seduzido por sua forte essência. O cheiro é da bebida que no nosso país é um cartão de visita, uma cortesia comum com popularidade que só perde para a água. Só que não somos os primeiros a apreciar o famoso café e utilizar de seu efeito estimulante.

Na época das Grandes Navegações, o café já existia e era consumido há milhares de anos, entretanto, a sua difusão ocorreu no final do século XV propiciada pelas viagens de navio e o contato mais frequente com diferentes culturas sendo proibido para cristãos mais conservadores por quase 100 anos até a permissão do Papa, pois a bebida era considerada pagã por sua origem enraizada na cultura islâmica.

O café possui origem tão antiga e profunda na história humana que é contada através de mitos populares de origem etíope. Os povos africanos observaram o efeito energético dos frutos nos animais e passaram a consumir a pasta do café, especialmente guerreiros que precisavam manter seu vigor mesmo em situações de extremo desgaste físico.

Já no Brasil, milhares de anos depois, foi uma solução para a crise com a proibição do tráfico de escravos por parte da marinha inglesa no Oceano Atlântico e pouco depois com a própria abolição da escravatura em 1888. A fim de não perder seus investimentos arriscando financiar a escravidão de africanos, muitos investidores passaram a apostar no café arábico, trazido clandestinamente da Guiana Francesa no início do século XVIII, e em outros produtos para o mercado interno, uma vez que o Brasil já independente mantinha a política de exportar tudo o que produzia pagando caro para itens básicos importados.

O sucesso estava aí e o Brasil foi responsável no século seguinte por produzir mais café do que a soma do resto do mundo todo levando o nome do país para as cafeterias da Europa, da América do Norte e até na Ásia. Esse sucesso foi alavancado com a explosão das Revoluções Industriais na Europa onde o trabalhador do campo perdeu o poder dos meios de produção para tornar-se o operário. Essa nova modalidade de trabalhador, que vivia em condições paupérrimas, era incentivado a consumir o barato e fácil de preparar café para se manter em longas jornadas de mais de 10 horas de trabalho nas fábricas. Conforme fomos evoluindo industrialmente, o café teve para nós, na primeira metade do século passado, a mesma função que tinha para os europeus.

A história do que quer que seja não é linear e hoje, o café é uma bebida popular que de tão tradicional, tornou-se uma marca de nosso país e é uma das iguarias gastronômicas para quem nos visita e, ainda assim, sem deixar de ser um estimulante natural principalmente daqueles que dizem: “O dia só começa depois de uma xícara de café!”

Na Palmero trabalhamos com as conhecidas máquinas de café Nespresso que utilizam cápsulas de expresso que podem ser utilizadas com praticidade, que privilegiam um café de extrema qualidade e variedade com seus 23 tipos, além de carregar a bandeira da sustentabilidade e redução do desperdício. Entre em contato conosco para maiores informações, mas já que estamos falando de café… Venha até a nossa loja degustar um café com a gente e conhecer a máquina que melhor vai atender você!

Placa eletrônica versus compressor

Depois de conhecer os muitos benefícios e praticidades do purificador de água nos deparamos com um mar de marcas e modelos muito variados de aparelhos. Uma das praticidades do purificador é a refrigeração que não é só cômoda, mas muito útil para ganhar um espaço extra na geladeira.

Percorrendo pelo mar de purificadores e suas especificações podemos esbarrar em um quesito que quem nunca teve um purificador não costuma priorizar: compressor ou placa eletrônica?

O compressor é uma tecnologia mais antiga que a placa e está presente em qualquer geladeira de médio e grande porte. Funciona a partir de um sistema simples onde tem a função de fazer circular o fluido refrigerante por uma rede de serpentinas. O motor é bastante robusto e resistente recebendo o gás quente por conta da temperatura de tudo o que está gelando e do outro lado bombeia o fluido, agora em forma de líquido congelante. Essa poderosa capacidade de sobreviver por muitos anos em um ciclo de choque térmico entrega grande capacidade de refrigeração em qualquer sistema que seja aplicado, todavia, o motor gera ruídos e vibração mesmo que intermitente, pois ao chegar na temperatura regulada, ele desliga sozinho.

A placa eletrônica, conhecida no meio tecnológico como pastilha Peltier, utiliza de um princípio físico de mesmo nome para refrigerar. De forma simplificada, são placas de cerâmica recheadas como um sanduiche com elementos condutores e semicondutores que arranjados de forma específica permitem que uma das placas de cerâmica fique mais fria e a outra placa bastante quente. O maior benefício desse sistema em um purificador é o tamanho e o custo do aparelho que é bastante menor que um aparelho com motor compressor. Em contrapartida, a placa Peltier tem uma autonomia baixa entregando menos da metade do volume de água gelada de um compressor e praticamente não desliga onde o termostato (peça que avalia e controla a refrigeração) regula a corrente elétrica de forma proporcional a temperatura interna do reservatório que pouco chega na quantia ideal, gastando quase dez vezes mais energia e tornando a vida útil do aparelho bem mais baixa quando comparado com um purificador com compressor.

Agora que conheceu a qualidade do compressor em comparação a placa eletrônica, conheça também na Palmero os aparelhos com motor mais confiáveis do mercado. Temos quase trinta anos de experiência em purificadores e aqui trabalhamos com o que tem de melhor para atendermos você e a sua família.

racionamento_de_agua

Como economizar água?

A água é um bem preciosíssimo sem o qual não sobrevivemos. Mas contamos com um país de dimensão continental que nos oferece fartura de água. Será que estamos conscientes que este bem pode acabar se não tomarmos algumas medidas pra evitar o desperdício de água?

A consciência de como usar a água inicia-se em casa, com a educação dos filhos. Minha mãe sempre pegava no meu pé pra fechar as torneiras e tomar banho sem enrolação. Esta mania de economizar água se enraizou em mim e hoje fico tensa quando vejo alguém desperdiçando.

Vamos a algumas dicas:

  • Tome banho sem demora e, se for hidratar o cabelo ou usar esfoliante, feche a torneira enquanto termina o processo.
  • E pra escovar os dentes, feche a torneira enquanto capricha na limpeza.
  • Pra lavar a louça, deixe a torneira fechada enquanto usa a bucha e só depois abra pra lavar.
  • Na hora de lavar roupa, deixe acumular uma quantidade que preencha a capacidade da máquina pra evitar lavagens desnecessárias.
  • Será que tem algum vazamento das suas torneiras que podem ser sanados?

Agora preciso falar bem da minha empresa e sugerir que você traga seu aparelho que está com vazamento para consertarmos na nossa unidade do Bonfim!!

PALMERO – ESPECIALISTA EM PURIFICADORES DE ÁGUA E MÁQUINAS DE GELO

4

Importância da troca do refil

Quando possuímos um purificador de água nos deparamos com uma qualidade de água espantosamente superior a água de torneira comum e até superior à de poços artesianos.

No interior de cada purificador de água existe um sistema hidráulico simples e dependendo do tipo de aparelho, um sistema eletrônico, mas a qualidade da água é total responsabilidade de seu elemento filtrante. O refil ou o filtro, como é comumente conhecido, é o agente responsável pela a retenção das impurezas e bactérias, controle de sais, cloro e sabor desse tão importante alimento que é a água.

O elemento filtrante possui um prazo de validade que passa a correr logo que o componente é umidificado e como qualquer outro alimento, a sua qualidade depois de seu vencimento não é mais garantida sendo um risco cada vez mais elevado para a saúde de quem consome a água que passa por um elemento filtrante vencido.

Existem diversos fabricantes de elementos filtrantes que possuem diferentes períodos de validade e quantidade de captação de água. Um exemplo é o refil 2 em 1 da Everest para todos os aparelhos da linha Soft que possui prazo de validade indicado de 9 a 12 meses ou captação de água de até 4000 litros, já o C+3 da IBBL que equipa diversos modelos da marca precisa ser substituído a cada 6 meses com captação de 3000 litros. Em ambientes com grande uso do purificador, a captação de água é atingida antes do seu período em tempo de validade fazendo-o saturar antes, ou seja, acumulando o máximo de impurezas que o refil pode armazenar sem comprometer a qualidade da água sendo sinalizado pela a queda de vazão da água. Neste caso, a troca precisa ser feita com mais frequência que o tempo de validade sendo de suma importância tal controle que é uma segunda garantia da qualidade da água que consumimos.

Normalmente em ambiente residencial, dificilmente passamos pela a marca limite de captação, mas muitas vezes não nos recordamos de trocá-lo no período certo e ainda nos convencemos que a quantidade de uso é o determinante para acomodar o seu tempo de validade onde deixamos passar meses e até anos sem substituir o elemento filtrante que é, de fato, o componente mais importante do aparelho e na maioria dos casos a sua capacidade de garantir a qualidade da água é a principal razão de buscarmos por um purificador.

Na Palmero, nós nos preocupamos com a garantia de qualidade que prometemos aos nossos clientes na aquisição de um purificador onde, nos flexibilizando ao máximo, entramos em contato para alertar e conscientizar sobre a troca do elemento filtrante no período certo. Esperamos que não tenha mais dúvidas sobre esse tópico de tamanha importância, mas caso apareça, veja os demais artigos no nosso site ou entre em contato conosco, será um prazer!

3

Diferença entre filtro e purificador

Quando pensamos em água não vamos muito mais longe do que matar a sede, mas ao repensar sobre, um importante tópico se forma em nossas mentes: saúde. Hoje sabemos que grande parte do cuidado que temos com a nossa saúde é ligada diretamente com o que consumimos e a água que bebemos e usamos para o preparo dos nossos alimentos é vital para a manutenção da saúde.

Muitas vezes quando buscamos por água de qualidade nos deparamos com diferentes equipamentos para filtrar a água que sai das torneiras, pois mesmo que potável, os processos em uma estação de tratamento e o trajeto até a torneira pode manchar a sua pureza e assim sua qualidade. De forma geral, os equipamentos voltados para o resgate dessa qualidade são divididos entre filtros e purificadores de água.

Os filtros são equipamentos mais simples que possuem um fino elemento filtrante que tem como função a retenção de impurezas sólidas com um valor médio mais baixo em comparação ao purificador. Os purificadores de água são equipamentos muito mais completos que possuem múltiplas funções, mas a diferença mais expressiva está no seu elemento filtrante, que varia de aparelho para aparelho, mas o seu nível de filtragem pode inibir e eliminar bactérias, eliminar sabor e reduzir expressivamente a presença de cloro com nível de confiabilidade tão alto que certos modelos são aprovados e indicados por diferentes órgãos de saúde.

Chegou aqui procurando por água de qualidade e ficou com dúvida que tipo de equipamento adquirir? Na Palmero trabalhamos com os melhores purificadores do mercado, essa e outras dúvidas pode esclarecer aqui no nosso site!

Converse conosco!